quarta-feira, 20 de julho de 2016



Nenhuma nave alienígena vai pousar sobre seu campo.                                                                                                                                                                          
Sua insignificância o delimita. Não precisa ter esperanças.
Você é um desesperado que rejeita sentido, fé...mas busca tudo isso em cada instinto de animal que o desespera.
Você o principal critico de tudo. Vê tudo de fora, não vive: tire suas asas de sua imaginação, as traga para fora de si. Existe algo lá fora que não é feito só de observações.
Use seu tempo.
Erros não são impossíveis.
Voltar para a casa cheia de luzes e som alto não é alternativa, é desespero. Você sempre soube disso e quis ir contra. Você ganhou passe livre para as ilusões.

Agora vá viver todo esse absurdo, pois é um absurdo estar vivo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário