segunda-feira, 7 de março de 2016

REDUNDANTE



Eu estava no Bar, eram umas vinte horas, eu estava BEBENDO. Sério?
Eu perseguia com meu olhar de MACHO OPRESSOR uma menina que sentara ao meu lado direito.
Entre um gole e outro, OBVIAMENTE o copo ESVAZIAVA.
E aquela menina ficava cada vez mais interessante.
Meus sentidos ficavam aguçados, minha mente ia aos CÉUS e eu queria dar um oi pra aquela menina linda.
O que eu iria falar? "Olá, você é muito bonita!" Quero você na minha cama.
É, parecia uma boa estratégia, pois tanto eu quanto ela estávamos BEBENDO.
Mas minha TIMIDEZ não era quebrada pela poder do ÁLCOOL, e eu só pensava em bobagens e já queria dar no pé dali, mesmo que depois eu me ARREPENDESSE.
Pensava eu: "mas que merda estou fazendo aqui?". Até que meu amigo voltou do banheiro, e ele logo em seguida disse: "mano, cê ta vendo aquela gatinha ali"? Meio DESANIMADO eu respondi dando um sinal de sim com a cabeça. E logo em seguida quis mudar de assunto.
Mas, heim...




Ontem eu estava seriamente PENSANDO em parar de beber. Tá, eu não bebo com frequência, mas digamos que o álcool desperta uma curiosidade CONSTANTE e ajuda a acalmar o TÉDIO.
Eu estive sóbrio alguns dias atrás numa boate ou coisa parecida. E a única coisa que eu identificava era como ser um IDIOTA pulando que nem um MACACO.
Ontem, no TRABALHO, eu quis SUMIR. Eu só não levei isso adiante porque eu tive fé pela milésima vez no FINAL DE SEMANA, sexta é TOP, né?




Eu tinha duas coisas marcadas. Uma era ir a um bar, outra era passar o final de semana inteira vendo SÉRIES e comendo PORCARIA.
Eu "escolhi" ir ao bar, isso no sábado, pois sexta eu preferi DESCANSAR.




Lá fomos nós... Um amigo meu, um PEGADOR, e eu, um MAGRELO com codinome FRACASSO estampado numa cara de FALSA animação.
Chegamos ao bar, PEDIMOS LOGO UMA CERVEJA. Entre um gole e outro eu checava as redes sociais, talvez esperando que dali surgisse um portal que me levasse a um lugar diferente, onde não houvesse nenhuma MESMICE.
Ai, ficamos conversando sobre...NADA?
Ele foi ao banheiro...



 Agora VOLTAMOS ao começo desse texto "DINÂMICO".
Pois bem... não é que essa moça tinha uma amiga e as duas PARARAM pra conversar com a "GENTE"?
Eu suma: sei que dali nós saímos e fomos levá-las em casa. Descemos LADEIRA A BAIXO, meu amigo parou o carro na porta do prédio onde elas moravam. E, cara, elas chamaram a gente pra subir até o apartamento delas. ESCRAVOS DE BUCETAS que éramos, lógico que aceitamos. E aquela velha frase não parava de martelar: "HOJE TEM". Minhas pernas tremiam... Apesar de estar já bêbado, eu NÃO CONSEGUIA me desligar da proteção interna chamada de "cara, sai dai".
Mas eu fui TEIMOSO, PUXEI AR DOS PULMÕES, enquanto esperava o elevador...




Já é sete horas, o sol já quente, segunda feira, enquanto eu tento acordar lembro-me de como foi meu final de semana. Ai eu lembro: eu fiz SEXO, que coisa “emocionante”. E no domingo, fiquei o dia inteiro conversando com a Barbara.
Barbara foi legal comigo. Ela até conseguiu elevar minha autoestima. Sério. Que tipo de DEUS faz isso?
Já até marcamos algo para o próximo final de semana. Cara, eu estou apaixonado.



Segunda feira, mais um começo de semana. Acordo DESANIMADO, vou correndo pro banheiro, urino fora do vaso. Já vou ACELERADO tomar um banho para ver se essa TRISTEZA cessa um pouco. 

Enquanto a água cai, reflito sobre o final de semana, onde eu fiquei o tempo todo dentro do QUARTO vendo série, entre um intervalo e outro eu ACESSAVA os sites pornôs. Quando dava FOME, eu ia pra cozinha, que é ao quase ao lado, pegava qualquer coisa e COMIA.
Poderia eu ter aceitado ir ao BAR, talvez fosse mais interessante, ou não...
De qualquer forma..., é tudo uma grande MENTIRA.

Nenhum comentário:

Postar um comentário