domingo, 18 de setembro de 2011

Se eu for pensar em todas as coisas antes de dormir, eu desistirei de fechar meus olhos pra acordar na manhã seguinte...

Se eu ver tudo que há por ai eu desisto de abrir meus olhos...

Se eu for dizer tudo que sinto, ou as pessoas vão rir de mim e/ou serei massacrado.

Se eu for toda vez preocupar com futuro ao fazer algo eu não farei nada pelo meu presente.

Se eu for imaginar tudo que preciso eu não terei pernas pra correr atrás...

O cansaço bate até naqueles quais não conseguem parar de analisar...

Se eu for querer viver todo sonho que tenho, não vou querer acordar pra viver!

Nessas horas eu penso no que realmente importa, é aquilo tudo que existe de fato e não aquilo que eu ainda não possuo, do que adianta viver algo que não é real, do que resolver imaginar várias cenas se eu ainda não posso participar delas.

Se toda vez eu querer desistir por não me achar capaz, melhor nem começar a tentar...
Se eu achar que sou fraco, melhor nem colocar meu peito a frente das situações.

Se eu parar pra pensar que a vida é curta eu não viverei quase nada. Nem devo pensar se ela é curta ou não.

Não posso ter a prepotência de achar que amanhã vai ser igual a hoje, por mais que sempre seja, mesmo assim...

Estive pensando nas fases e sinceramente eu me senti um pouco forte, eu não preciso me achar um fraco pra toda vez me enfraquecer. Coisas ruins sempre vão acontecer e sempre vão piorar, então eu preciso estar acordado pra perceber que preciso viver as coisas boas.

Por mais que tente negar (mais pra mim mesmo do que para os outros), quando estou dormindo é onde eu mais vivo, internamente falando, pois consigo sentir coisas, que pra mim são essenciais para me manter vivo. Não que a realidade não tenha coisas importantes, existem sim, porém nada se compara a leveza de meus sonhos, nada.

Mas joguei a real em mim mesmo, que é necessário que eu cresça por aqui, sonhos são somente um alivio, uma fuga, algo que realmente me faz bem.

Não posso esconder da realidade enquanto meus olhos permanecem abertos, mas posso continuar acordado enquanto vivo um belo e singelo sonho.

Nenhum comentário:

Postar um comentário