terça-feira, 27 de setembro de 2011

As cortinas se abrem e não há como escapar, nem das dificuldades ou coisas agradáveis.

Pra quê valorizar o que foi perdido, pra quê tentar fazer planos para encontrar como ter de volta tudo?

Não existe segredo, não existe aquela culpa e muito menos punição.

Lidar com os fatos, sem ser tão desconfiado, medroso...

A realidade por muitas vezes se esconder através de pessoas que fazem o mesmo...

É uma brincadeira de esconde esconde...mas quando encontramos a verdade por trás até que não é tão desagradável.

Por alguns meses usei a realidade extrema pra me defender, até notar que isso também me tirava muitas oportunidades.

Existes escudos e escudos...

Cada um é dono do teu ciclo, embora nem todos saibam disso. Notei que os bloqueios devem apenas servir para me precaver do desnecessário, daquilo que julgo superfulo, caso contrário não serve.

Não tem dessa que preciso cometer loucuras, que preciso conhecer o inferno, o lado de lá, pois está tudo misturado, isso mesmo, tudo junto...

Não posso nunca esquecer de quem eu sou, independente do que eu esteja fazendo, pois minha essência é eterna e imortal, nada e ninguém pode e nem vai destrui-la.

Discussões são importantes, quando se a algumas conclusões, por isso não vejo tanta necessidade mais de argumentar tanto, por mais que você saiba que faz sentido que diz, não tem valor nenhum se a outra pessoa não abrir a mente.

Cada um vai gostar do que acha justo e necessário, mesmo isso acarretando em consequências graves.

É chega a hora de me recompor, e acreditar um pouco mais em mim, nem que seja 2%...

Não vou usar aquela velha frase: “ Se eles podem, eu também posso”. Não é bem assim, pois é aquela velha história, o que pode ser difícil pra mim não é pra eles e vice versa. Mas capaz de aprender boa parte das coisas todos somos, e isso é muito lógico para que eu aprofunde.

Bom, eu quero aprender, aprender a errar, a acertar, a desistir, a continuar, além do que, isso se parece muito com dar a cara pra bater e viver.

Viver então é se machucar? Sim...mas às vezes também curamos algumas feridas...

De qualquer forma saímos vivos, ou quase isso, dá pra se levantar de vez em quando, o que não dá é pra viver eternamente deitado e olhando as paredes, pois eu já não aguento mais ver esse branco pra todo lado.

Nenhum comentário:

Postar um comentário