quinta-feira, 24 de março de 2011

E se nada tivesse acontecido como eu olharia para frente sendo que fatalmente nada disso estaria acontecendo.
Bom, isso fica somente como uma imaginação. Algumas hipoteses, teorias...nada mais que isso.
E se tal sentimento eu nunca tivesse tido, não seria pior? Não foi ele que me trouxe as consequências.
Vejo que existem muito mais pessoas como eu do que imagino, não estou sozinho. Alguns entendem a decadência de uma forma diferente também.
Uma decisão! Apenas isso é necessário para construir uma grande história, uma grande lembrança.
As pessoas vão embora, sentimentos também, mas como passar borracha no que é impagável, daquilo que realmente me fez sentir o cheiro das nuvens.
Mas isso é cinzas e às vezes cansa...
Há algum botão onde aciona isso tudo, deve haver algum que desliga tudo também, só que esse é mais dificil de ser encontrado, certamente ele estará bem mais longe...
Possa ser que esse lugar seja inalcançavel ou então inexistente ou às vezes só existiu por um dia e tenha morrido durante longos anos...
Eu não me suportaria se fosse teletransportado para aquela época, logo vejo vários motivos das coisas terem ido...
Eu não sou o mesmo e nem deveria ser, e talvez esteja forçando para que eu seja novamente, e confesso que isso vem sendo doloroso e por muitas vezes insuportável.
Levar a sério de mais e aprofundar tudo é totalmente um erro. Eu quero tanto para em frente ao mar e apenas “morrer” na brisa. Sem pensamentos, sem porra de pressão, sem pensar no passado, em algumas pessoas, sem lembrar das dividas, sem lembrar da infelicidade...
Apenas ficar ali...apenas. Alguns segundos e a “cura” virá por minutos, instantes, sei lá, mas virá...
Com toda certeza minha perdição está escondida onde eu cego para ver...não quero encarar isso com ilusão de não querer sentir esperança. Mas ainda bate como um coração doido procurando por vida...respirar aliviado e poder mandar tudo pra puta que pariu...por pequenos momentos eu sei...mas é isso que é a vida.

Nenhum comentário:

Postar um comentário