domingo, 23 de janeiro de 2011


... e já se fazem quase 9 anos que voltei pra cidade que estou!
Imaginei um roteiro, a vida me trouxe outro, algumas coincidências...
De todo sentindo ilógico que eu tive foi afastando de mim pouco a pouco, com o intuito que eu raciocinasse e questionasse mais as próprias coisas que eu acreditava.
Não dá pra imaginar um outro EU senão dessa forma na qual estou (sou).
O que eu mais tentei durante minha vida até exato momento foi proteger minha essência, criar escudos que pudessem me blindar de todo mal que eu viria, que eu aprenderia.
Fui fraco quando achei que seria forte e fui forte quando imaginei que seria fácil presa.
Tive a honra de conhecer certo abismo, de abraçar o amor de sentir dores que eu ainda não sentira.
Conheço hoje mais sobre a paz do que qualquer outro estado de minha vida.
Meus planos não passam nem de perto daquilo que imaginei quando tinha lá meus 15 anos...
Estou vendo um copo meio cheio ou meio vazio? Antes eu queria por uma vez preencher um vazio que vivia meio cheio, mas eu notava? NÃO! Agora vejo algumas coisas meio completas e vejo certo vazio rondando-as.
É...passa altos filmes em minha mente, de coisas que fiz, de coisas que faço e de coisas que futuramente poderei fazer...mas há uma parte de mim que não consigo lembrar...aquela parte na qual certo bloqueio não permite. Há um muro, e mal consigo ver o que tem além dele.
Será necessário abdicar de algum conhecimento para ter algo de volta?...

2 comentários:

  1. O copo ele não ta meio isso ou aquilo, ele simplesmente está pela metade....e a gente tem que achar a outra metade que completa...

    ResponderExcluir
  2. linda semana
    palavreando sempre ;)
    bjos

    ResponderExcluir