terça-feira, 16 de novembro de 2010

A saudade que consome o tempo livre de tudo que está solto
Os olhos de quem flutua sobre as nuvens, livre num tempo solto
Um abraço que completa a liberdade, faz tudo se tornar leve
É me dê mais um tempo para que eu possa voar...
Longe dos pensamentos que corrompem, você é verdadeiro
Um tempo solto, aquele que é bom se estar
Um passo para trás para que eu possa ter receio
Quando é quebrado eu posso caminhar por outros atalhos
Num tempo solto que é bom de estar...
Num tempo que jamais saíra de meu peito
Num tempo que jamais se perderá entre outros
Num tempo fiel, num tempo solto...

Um comentário:

  1. Por isso acredito que o vazio no tempo presente pode ser preenchido por memórias vivas que deixamos no caminho...

    Saudades de acompanhar seus blogs chef...

    Abrazz

    ResponderExcluir