domingo, 21 de novembro de 2010

Mil tempos, mil lugares, milhares de situações...
E eu, paro na frente do computador para ver algumas fotos, regressar, ahhh...essas lembranças...
Daquilo que um dia eles tiveram... uma bela história, já sábia que se tornaria algo marcado no coração.
Virar a página seria uma solução mais eficaz, pena que nem sempre a razão se sobressai.
É necessário usar o coração para curar algumas doenças já instaladas, daquelas que insistem em aparecer em sonhos, em decadências, em lembranças...
Usar um bloqueio para neutralizar a dor, usar a própria dor para obter êxito no que diz a respeito de evitar outras confusões.
Medo, covardia, é assim que geralmente usam, mas se você “peitar” tudo aquilo que te prende não será covardia. Covardia é você sempre fingir que nunca será abatido por aquilo que constantemente te prende, te dilacera, te corrói.
...mas chega um dia e é necessário rever tudo isso, que tal dar uma chance, arriscar de outra forma e ver no que pode dar? Mas é necessário olhar para dentro e sentir que é hora de “pular no abismo”
Já tiveram tempos piores em que, você conseguiu se reerguer, depois de muito tempo lutando contra a própria mente, foi um choque e pronto...a realidade caiu no teu colo e você viu o quanto importante era tudo que tinha, tudo que havia conquistado.
Bom, agora é hora de pensar um pouco menos e assumir riscos, seja o que for, vai virar história que será utilizada como experiência...
Que venha...

Nenhum comentário:

Postar um comentário