sexta-feira, 8 de outubro de 2010

"Aliens"

Hoje de manhã acordei para ir a uma “integração” uma “aula” para meu treinamento do trampo.
A mulher passou alguns vídeos falando da empresa, seus lucros, suas histórias e seus diferenciais e blá blá blá, como se alguém não soubesse! Acho totalmente desnecessário!
Além disso, pude notar e olha que não estou sendo chato (acho que não).
Uma forma clássica de alienação! Nem tudo que a “treinadora” disse eu discordo, existem fatos e ponto final. Nem vou dizer que a empresa onde estou trabalhando é a pior, não é, mas também lá dentro mesmo é bem diferente de como passam para nós como um meio de alienar.
No meio desse “treinamento” ela contou uma história de uma tia dela que tem sei lá quantos anos, acho que uns 120 e quer viver mais! Ora! Logo pensei: Não tenho ambição de ser um velho que fique dando trabalho pros outros e quer viver até “300” anos!
Sou da idéia de que preciso viver bem, posso morrer sei lá com 60 anos, mas que eu viva bem e isso é importante que se foda a porra da idade. Idade não é importante, mas vivência é.
Tentei manter a calma nas coisas da qual eu não concordava, digo, eu não posso levar tudo pro lado pessoal.
No final do “treinamento” ela passou um hino da empresa, o cantou e bateu palma alguns colegas de trabalho meu acompanharam. Daí tive a confirmação! Alienação é um processo extremamente rápido e para pará-lo é demasiadamente lento.
Sim, faça o seu, ajude o próximo, mas uma empresa nunca será maior que um ser humano, mas totalmente maior do que um robô...

Nenhum comentário:

Postar um comentário