sábado, 25 de setembro de 2010

Quando um "pássaro" voa ele também cansa... Ele quer um dia estacionar, fazer sua casa e viver quieto.
A mente capta imagens através dos olhos de um cara que está cansado...
Nada mais justo do que querer parte de sua vida de volta, aquela que antes ele queria destruir.
A vida é feita de rotina e de tudo aquilo que eu não tenho, mas um dia eu tive.
Às vezes fico com medo de nunca mais conseguir parar e viver a minha vida de fato... eu sei que sempre ouvirei vozes e nem todos estão errados...Mas espera aí eu preciso ouvir o que vem de dentro.
Antes o que eu “via” era de saber o que os outros diziam agora o que vejo é que os outros fazem.
Relaxar? Difícil isso...tudo que vejo quero transformar em algum texto, nem sempre em forma de critica, apenas analisar mesmo!
Pode ser cedo para pensar em outras alternativas...e quem disse que preciso pensar em outras?
Confuso né? Muito...é bem isso que eu causo e que sou.
Quando eu descansar meu corpo e minha mente sendo iluminado pelo sol e horizonte vermelho eu poderei dizer que estive em outros mundos e o que importa é que eu pude estar sem deixar que me levassem totalmente.
Minha essência é tudo que tenho e tudo que faz eu querer o que não tenho, mas tive.

Nenhum comentário:

Postar um comentário