domingo, 19 de setembro de 2010

Pode haver várias faces, uma pseudo calma de tudo. Até onde será que cabe a farsa de se classificar uma auto adaptação?
Depois de passar alguns dias no “inferno” experimentando a sensação de estar vivo no calor.
Um dia ainda isso tudo pode virar histórias, não tanto para orgulho, mas para algum tipo de exemplo...
Tá certo! Existem riscos, existe toda aquela parada de conseqüências, deixar fluir, mas isso só faz enganar a mente e dopa mais que altas doses de um vinho doce.
Mistura de sensações, de enganos, de mentiras...
Um clichê: olhe para dentro... Ahhh... Não se esqueça de viver lá fora também.
Abrir tais janelas para se convencer, mas ele sabe que isso não trará solução...
E mais uma vez... Faltou de equilíbrio!
Assusta mais aos amigos e afins do que a si mesmo, mas quando a ficha cai, cai forte.
Não amigo! Não confunda isso com desistir de tudo...

Nenhum comentário:

Postar um comentário