quarta-feira, 1 de setembro de 2010


Como deve ser respirar um ar puro? Tirar a cabeça do travesseiro e erguer a cabeça contra o conformismo.
A vida é uma constante que leva a vários caminhos, mas estranhamente permanece intacta.
Como uma blindagem, mas enfraquecida por várias fraquezas, algumas necessárias e outras nem tanto.
Qual foi a última vez que pude abrir meus olhos sem medo de perder a segurança?
Acordar e não perder a vontade de acreditar em dias melhores, esquecer um pouco algumas cinzas, mas nunca esconder do passado.
Manter em segredo aquilo que não precisa ser revelado, mas confiar que pode encarar caso seja necessário se abrir.
O mundo nos espera de braços abertos? Só saberei quando estiver em um.
Aceito a idéia que cada um tem sua definição para coisas importantes, mesmo que algumas coisas pareçam injustas, podres e imorais. Mas isso não pode me afetar totalmente, devo me manter forte e aproveitar tudo aquilo que me deixa mais leve.
Ter a liberdade como amiga e não como somente sentimento...

Nenhum comentário:

Postar um comentário