quarta-feira, 28 de julho de 2010

Pin!





Tarde, talvez tarde demais para aquele céu em tom laranja reaparecer... Pois ele se prendia aos seus olhos e eu podia vê-lo com ternura...
Como um pássaro eu voava...
De mãos dadas caminhando enquanto a rua cheia de carros permanecia em silêncio, pois a paz silenciava...
Uma blindagem que estava de volta a minha vida, jamais eu esperava por tanto, e vindo de uma coisa tão simples, singela... Encantadora.
Havia uma luz, uma liberdade... (Uma coisa que se torna até indescritível diante a intensidade dos fatos)
Uma física, uma química, palavras, olhares...
Sou grato por todos esses detalhes, sinto orgulho de ter sentido o que sempre eu buscava.
Hoje isso tudo serve como alguma esperança, algumas lembranças. E dá sentido a vida.

Nenhum comentário:

Postar um comentário